Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Dell lança notebooks corporativos para aproveitar expansão do mercado

SÃO PAULO - Animada com as perspectivas de crescimento do mercado de notebooks no Brasil, a Dell lançou hoje uma nova linha de aparelhos para o mercado corporativo, denominada Latitude E. Líder nesse segmento, a empresa busca com esses novos produtos manter sua taxa expressiva de crescimento, que supera a do mercado até agora no ano.

Valor Online |

Estamos num momento único, com uma taxa estrondosa de crescimento em vendas de notebooks, afirma o presidente da Dell no Brasil, Raymundo Peixoto. Segundo ele, entre os primeiros trimestres de 2007 e deste ano, o mercado de PCs portáteis cresceu, em unidades, 147%. No mesmo período, afirma, a venda de notebooks da Dell no país cresceu 152%.

Segundo Peixoto, as empresas brasileiras têm se aproveitado do bom momento da economia do país e investido em tecnologia. Elas estão sendo espertas ao usar cada vez mais tecnologia, que auxilia na obtenção de resultados, afirma o executivo, avaliando que não se trata de uma tendência passageira, mas de um crescimento sustentável.

Os novos aparelhos - sete modelos no total - incorporam, segundo a Dell, características importantes para o usuário corporativo. Além de sistemas de segurança e proteção de dados avançados, a empresa também oferece um pacote de serviços de manutenção e segurança que têm apelo significativo para grandes empresas, para quem os aparelhos foram desenvolvidos.

A maioria desses notebooks, afirma Peixoto, será fabricada na fábrica da Dell no Brasil, em Hortolândia (interior de São Paulo). Apenas os modelos ultraportáteis e a versão que segue padrões militares de durabilidade serão importados. Os preços começam em R$ 2.399 e podem chegar a muito mais que R$ 8 mil, dependendo do modelo e do pacote de serviços escolhido pelo cliente, segundo o gerente de marketing de produto Sidnei Shibata. De acordo com ele, todos os modelos estão disponíveis a partir de hoje para compra no Brasil, com exceção dos modelos ultraportáteis, que chegam ao país no início de setembro.

Peixoto ainda explicou que, por se tratar de produtos para clientes corporativos, esses notebooks não serão vendidos na rede de lojas dos parceiros de varejo da Dell - hoje composta pelas redes Wal-Mart e Ponto Frio no Brasil. Eles serão vendidos diretamente pela fabricante e por meio de canais de distribuição parceiros em regiões em que a Dell não está presente geograficamente, como a Norte e Nordeste.

(José Sergio Osse | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG