SÃO PAULO -O delegado Ricardo Saadi, chefe da Delegacia de Repressão a Crimes Financeiros em São Paulo, pode ser o substituto de Protógenes Queiroz à frente das investigações relativas à Operação Satiagraha da Polícia Federal - que apura o envolvimento do banqueiro Daniel Dantas e do investidor Naji Nahas, entre outros, em supostos crimes contra o sistema financeiro.

Protógenes Queiroz, que comandava o inquérito da Operação Satiagraha, foi afastado ontem. Oficialmente, a PF informou que o delegado pediu para deixar o inquérito para comparecer às aulas de um curso de especialização da Academia Nacional de Polícia em Brasília, que têm início na próxima semana. Nos bastidores, porém, sabe-se que Protógenes estava sendo criticado pela cúpula da PF por não ter dado ciência da operação a seus superiores e por ter recorrido a agentes da Agência Brasileira de Inteligência no curso da investigação à revelia da direção da PF.

(Valor Online e Valor Econômico)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.