O dado foi antecipado nesta quarta-feira em Atenas pelo Ministério das Finanças do país

A Grécia conseguiu reduzir seu deficit público em 39,7% nos primeiros sete meses do ano, segundo dados antecipados nesta quarta-feira em Atenas pelo Ministério das Finanças do país. Com esses números, o governo chegou até a melhorar ligeiramente os objetivos estabelecidos pela comunidade internacional para o desembolso de assistência financeira ao país, o mais afetado pela crise na zona do euro.

Segundo dados preliminares apresentados nesta quarta, o deficit público da Grécia entre janeiro e julho foi de 12,097 bilhões de euros, frente aos 20,05 bilhões de euros do mesmo período de 2009. A União Europeia (UE), o Fundo Monetário Internacional (FMI) e o Banco Mundial exigiram de Atenas reduzir o deficit em 39,5%.

Para conseguir essa redução, o governo grego cortou os salários dos funcionários públicos 10%. No entanto, continuam os problemas na hora de arrecadar impostos, cujo montante total está muito abaixo do objetivo estabelecido, que exige um aumento de 13,7%. Apesar dos esforços lançados pelo Executivo de melhorar a arrecadação, as receitas subiram apenas 4,1% entre janeiro e julho, reconheceu o Ministério das Finanças.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.