Tamanho do texto

Washington, 13 abr (EFE).- O déficit dos Estados Unidos em seu comércio de bens com os países do Leste da Ásia teve queda de 8,3% entre janeiro e fevereiro e ficou em US$ 19,132 bilhões, informou hoje o Departamento de Comércio americano.

Washington, 13 abr (EFE).- O déficit dos Estados Unidos em seu comércio de bens com os países do Leste da Ásia teve queda de 8,3% entre janeiro e fevereiro e ficou em US$ 19,132 bilhões, informou hoje o Departamento de Comércio americano. O déficit americano com a região nos dois primeiros meses do ano é 11,8% menor do que o do mesmo período de 2009. Além disso, 47,1% do déficit de US$ 40,494 bilhões no comércio exterior de bens dos EUA em fevereiro se deve às trocas comerciais com o Leste da Ásia. Apenas a China representou em fevereiro 40,6% do déficit total do comércio de bens dos EUA com o mundo, contra 55% um ano antes. O relatório do Departamento de Comércio mostra que o déficit com a China desceu de US$ 18,292 bilhões em janeiro para US$ 16,509 bilhões em fevereiro. Nos dois primeiros meses deste ano, o superávit chinês somou US$ 34,805 bilhões, pouco mais do que os US$ 34,766 bilhões do mesmo período do ano anterior. O déficit americano com o Japão, que foi de US$ 2,349 bilhões em janeiro, subiu para US$ 4,297 bilhões em fevereiro. Para os dois primeiros meses deste ano, o superávit japonês soma US$ 7,646 bilhões, contra US$ 6,508 bilhões nos dois primeiros meses do ano anterior. Com o grupo que o Departamento de Comércio chama de "países recentemente industrializados" - Hong Kong, Coreia do Sul, Cingapura e Taiwan -, os EUA tiveram em fevereiro um superávit de US$ 2,248 bilhões, maior do de janeiro (US$ 1,41 bilhões). Nos dois primeiros meses deste ano, o superávit dos EUA com esse grupo somou US$ 3,658 bilhões, contrastando com um déficit de US$ 1,59 bilhão registrado em janeiro e fevereiro de 2009. jab/bba
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.