Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Déficit comercial da UE com Asem aumenta para 231 bilhões de euros em 7 anos

Bruxelas, 20 out (EFE).- A União Européia (UE) registrou déficit comercial de 230,996 bilhões de euros em 2007, frente a 138,968 bilhões de euros em 2000, com os 16 países do Extremo Oriente e do Sul da Ásia com os quais realizará esta semana em Pequim a 7ª Cúpula do Encontro Ásia-Europa (Asem, em inglês).

EFE |

As importações da UE procedentes destes países asiáticos representaram 32% do total, enquanto as exportações se situaram em 18%, segundo informações divulgadas hoje pelo escritório de estatística europeu, Eurostat.

O comércio com estas regiões da Ásia representou mais de 25% do total da UE com o exterior e teve aumento de 60% entre 2000 e 2007: as exportações passaram dos 145,707 bilhões de euros para 228,454 bilhões de euros, e as importações evoluíram de 284,674 bilhões de euros para 459,45 bilhões de euros.

Neste período, as relações comerciais com a China triplicaram seu valor, enquanto as mantidas com Índia e Vietnã dobraram, e diminuíram com o Japão.

Por países, a Alemanha foi a maior exportadora em 2007 (com 75,221 bilhões de euros, 33% do total), seguida por França e Reino Unido, que exportaram 29,228 bilhões de euros (9%) e 26,638 bilhões de euros (12%), respectivamente.

Também se destacaram como importadores Holanda (70,692 bilhões de euros, 15% do total), Reino Unido (69,707 bilhões de euros, 15%), Itália (39,339 bilhões de euros, 9%) e França (36,949 bilhões de euros, 8%).

A China foi o país asiático que mais comprou produtos da UE (71,924 bilhões de euros, 31% do total das importações), seguido de Japão (43,754 bilhões de euros, 19%), Índia (29,483 bilhões de euros, 13%), Coréia do Sul (24,79 bilhões de euros, 11%) e Cingapura (20,604 bilhões de euros, 9%).

Por outro lado, a UE realizou a maior parte de suas compras na China (231,562 bilhões de euros, 50% do total), Japão (78,114 bilhões de euros, 17%) e Coréia do Sul (39,61 bilhões de euros, 9%).

A metade das exportações da UE em 2007 foram maquinaria e veículos, e 25% corresponderam a artigos manufaturados.

Aviões, diamantes brutos, aparelhos eletrônicos, automóveis e produtos químicos foram os artigos mais exportados pela UE, enquanto os mais importados foram computadores, telefones celulares, automóveis e câmeras digitais.

Os países que fazem parte da Asem são China, Japão, Coréia do Sul, Índia, Cingapura, Malásia, Tailândia, Indonésia, Vietnã, Filipinas, Paquistão, Brunei, Camboja, Mianmar, Mongólia e Laos. EFE mrn/wr/fal

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG