Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Decisão sobre Itaipu deve elevar preço de energia, diz TCU

O Tribunal de Contas da União (TCU) concluiu que a decisão do governo brasileiro, tomada no ano passado por meio de medida provisória, de retirar a inflação norte-americana como indexador do saldo devedor da dívida de Itaipu pode elevar o preço da energia pago pelos consumidores brasileiros. O relatório do Tribunal, elaborado pelo ministro Benjamin Zymler, destaca que a retirada da indexação pela inflação americana reduzirá o montante total da dívida em US$ 8,3 bilhões até 2022.

Agência Estado |

Se por um lado isso é bom para a usina, por outro compromete os principais credores da usina, entre os quais a Eletrobrás. Pelos cálculos do TCU, para compensar a redução do montante a ser recebido pela Itaipu, os consumidores brasileiros terão de pagar o equivalente a US$ 4,15 bilhões em suas contas até 2022.

O TCU iniciou em abril um estudo sobre a situação financeira da usina. Na época, o pedido foi feito pelo ministro do TCU Marcos Vilaça em um contexto em que o presidente eleito do Paraguai, Fernando Lugo, se elegeu com o discurso baseado na defesa de um reajuste do preço da energia pago pelo Brasil para usar parte da energia da Itaipu que pertence ao Paraguai.

Leia tudo sobre: energia

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG