Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Decisão do Copom de elevar os juros não foi unânime

A decisão de elevar a taxa Selic em 0,75 ponto porcentual, para 13,75% ao ano, do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) foi tomada em um placar de cinco votos a favor de uma alta de 0,75 ponto e três votos a favor de aumento de 0,5 ponto porcentual. Participam do comitê os diretores e o presidente do BC.

Agência Estado |

"Avaliando o cenário macroeconômico, o Copom decidiu elevar a taxa Selic a 13,75% ao ano sem viés, por cinco votos a favor e três pela elevação da taxa Selic em 0,50 ponto porcentual, com vistas a promover tempestivamente a convergência da inflação para a trajetória de metas", diz o texto do comunicado, divulgado às 20h20, após mais de três horas de reunião.

A última vez em que não houve consenso de votação no Copom foi em 18 de julho de 2007, quando o juro caiu de 12% para 11,50% com apoio de quatro votos. Na ocasião, três diretores votaram pela redução de 0,25 ponto porcentual.

Essa é a quarta elevação seguida da taxa básica de juros da economia brasileira. Na última reunião, no final de julho, a elevação também havia sido de 0,75 ponto porcentual. Nas decisões de abril e junho, o BC subiu a taxa básica de juro em 0,50 ponto em cada encontro. No processo de aperto monetário iniciado em abril, o juro já avançou 2,5 pontos porcentuais.

A ata da reunião de hoje do Copom será divulgada em 18 de setembro, às 8h30. A próxima reunião do Copom ocorre nos dias 28 e 29 de outubro.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG