Os eventos externos continuam como destaque na agenda desta quinta-feira. Mas, hoje, o foco sai dos Estados Unidos e vai à Europa

Agora pela manhã, o Banco Central Europeu (BCE) e o Banco da Inglaterra (BoE) apresentam suas decisões de política monetária. Como não poderia ser diferente, o BCE deve optar pela estabilidade do juro básico na região em 1% ao ano.

O mesmo se espera do BoE, só que a manutenção da taxa básica é em 0,5% ao ano. Os investidores também acompanham as declarações do presidente do BCE, Jean-Claude Trichet, após a reunião do colegiado. Por aqui, atenção ao Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna (IGP-DI) de julho.

Para a Máxima Asset, o índice deve mostrar inflação de 0,23%, recuando de 0,34%. Ainda na agenda doméstica, a Anfavea traz os números do setor automobilístico no mês de julho. Já o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulga o levantamento sistemático da produção agrícola.

Nos Estados Unidos, atenção à variação semanal nos pedidos por seguro-desemprego. Na agenda corporativa, estão previstos os resultados da Lojas Americanas, B2W Varejo, Duratex, Gerdau, Providência e Eletropaulo. No campo externo, atenção aos números do Barclays, Deutsche Telekom e Kraft Foods.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.