SÃO PAULO - O foco dos investidores está voltado para a Europa nesta quinta-feira. Serão apresentadas as decisões de juros do Banco Central Europeu (BCE) e do Banco da Inglaterra (BoE).

Na zona do euro, a expectativa aponta para manutenção do custo do dinheiro em 2% ao ano, conforme sinalização pelo presidente o BCE, Jean-Claude Trichet, no mês passado. Já na Inglaterra, a previsão aponta para redução de 0,5 ponto percentual no custo do dinheiro, para 1% ao ano.

Nos Estados Unidos, saem os dados sobre a produtividade e custo da mão-de-obra no quarto trimestre do ano passado. Também sai a variação semanal nos pedidos por seguro-desemprego.

O dia ainda reservas as encomendas à indústria nos EUA em dezembro. A expectativa é de redução de 3%, seguindo queda de 4,6% em novembro.

Na agenda interna, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) traz o levantamento sistemático da produção agrícola. A Fundação Getúlio Vargas (FGV) apresenta o Índice de Preços ao Consumidor Classe 1 (IPC-C1) de janeiro. Tal indicador busca medir a inflação para os consumidores de renda familiar até 2,5 salários mínimos.

No âmbito corporativo serão apresentados os resultados da America Movil, Banco Santander, Bunge, Deutsche Bank, GlaxoSmithKline, Kellogg, News Corp. e Unilever.

(Eduardo Campos | Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.