TÓQUIO - O Banco do Japão afirmou que não consegue ver o fim da crise financeira dos Estados Unidos, mas reduziu suas preocupações sobre a situação, à medida em que manteve inalterada a taxa básica de juro nesta quarta-feira.

Acordo Ortográfico

O presidente do banco central japonês, Masaaki Shirakawa, afirmou que o Banco do Japão enfrenta um difícil balanço de riscos, com a alta dos preços de um lado e o enfraquecimento da economia por outro, sugerindo que o BC segue com sua avaliação neutra em termos de política monetária.

Shirakawa afirmou que os passos dados pelo Federal Reserve, incluindo o resgate da seguradora American International Group (AIG), ajudou a garantir mais confiança sobre o sistema financeiro dos Estados Unidos, mas o caminho à frente ainda é turbulento.

O BC japonês decidiu manter a taxa básica de juro do país inalterada em 0,5%, como era esperado, em uma decisão unânime, depois que o BC dos EUA também manteve a taxa básica de juro norte-americana, em 2% ao ano, na véspera.

Leia mais sobre a crise que atingiu o mercado financeiro

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.