SÃO PAULO - Com uma hora de atraso, o banqueiro Daniel Dantas chegou há pouco à sede da Polícia Federal (PF) em São Paulo, onde prestará depoimento. Acompanhado de dois advogados, ele entrou no prédio sem falar com a imprensa.

Ontem, advogados do banqueiro informaram que seu cliente permaneceria calado durante o depoimento, que será dirigido pelo delegado Protógenes Queiróz, responsável pela Operação Satiagraha e que está deixando o caso. A alegação da defesa é de que não houve tempo hábil para a leitura dos autos do processo, além de não terem recebido cópia de documentos apreendidos na casa de Dantas.

(Murillo Camarotto | Valor Online )

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.