Tamanho do texto

As Bolsas de Valores do mundo despencaram nesta terça-feira, mas o artista britânico Damien Hirst, de 43 anos, embolsou em quase dois dias 169 milhões de dólares, reinventando ainda as regras do mercado da arte, ao entregar suas obras diretamente à casa de leilões Sothebys, em Londres.

O primeiro dia do leilão de 223 obras de Hirst, figura emblemática da arte conceitural, totalizou 70,5 milhões de libras (126,5 milhões de dólares) na noite de segunda-feira, superando as previsões da casa de leilões.

O valor continuou aumentando nesta terça-feira, atraindo às salas da Sotheby's colecionadores do mundo inteiro, que só de manhã já haviam arrematado 80 obras no valor de 24,3 milhões de libras (44 milhões de dólares).

Esta quantia significa que a soma arrecadada até agora pelo leilão de Hirst, que o artista chamou de "Beautiful inside my head forever", chegou a 94,8 milhões de libras (169,5 milhões de dólares), acima das estimativas para os dois dias.

Com razão, Hirst - que durante o leilão estava no Soho Club, no centro de Londres, segundo a imprensa britânica, exclamou: "Amo a arte!".

ame/lm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.