Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Dalkia vai gerenciar a Cidade Administrativa mineira

Depois de integrar o consórcio vencedor da primeira Parceria Público Privada (PPP) na área da saúde, para a administração do Hospital do Subúrbio, em Salvador (BA), a francesa Dalkia foi a vencedora da licitação para supervisionar a operação da Cidade Administrativa Tancredo Neves, o conjunto criado para abrigar todos os órgãos ligados ao governo de Minas Gerais, em Belo Horizonte. Planejada pelo escritório do arquiteto Oscar Niemeyer, a Cidade, que ocupa uma área construída de 265 mil metros quadrados, foi erguida a um custo de R$ 1 bilhão.

AE |

Depois de integrar o consórcio vencedor da primeira Parceria Público Privada (PPP) na área da saúde, para a administração do Hospital do Subúrbio, em Salvador (BA), a francesa Dalkia foi a vencedora da licitação para supervisionar a operação da Cidade Administrativa Tancredo Neves, o conjunto criado para abrigar todos os órgãos ligados ao governo de Minas Gerais, em Belo Horizonte. Planejada pelo escritório do arquiteto Oscar Niemeyer, a Cidade, que ocupa uma área construída de 265 mil metros quadrados, foi erguida a um custo de R$ 1 bilhão. Caberá à Dalkia, que faturou R$ 220 milhões no ano passado no País, a responsabilidade pela infraestrutura do conjunto, com foco na manutenção preventiva e corretiva das instalações.

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG