Por Edward Krudy NOVA YORK (Reuters) - Os índices acionários dos Estados Unidos subiram nesta quarta-feira, à medida que dados imobiliários inesperadamente fortes e de encomendas de bens duráveis alimentaram esperanças de que a economia está finalmente a caminho da recuperação.

Os dados positivos contrabalançaram preocupações sobre o esforço do governo norte-americano no tocante a planos para tirar a economia da recessão.

O índice Dow Jones, referência da bolsa de Nova York, fechou em alta de 1,17 por cento, a 7.749 pontos. O termômetro de tecnologia Nasdaq ganhou 0,82 por cento, para 1.528 pontos. O índice Standard & Poor's 500 teve valorização de 0,96 por cento, a 813 pontos.

As operações estiveram voláteis, uma vez que a demanda fraca em um leilão do Tesouro dos EUA jogou água fria num rali provocado por dados econômicos que mostraram recuperação.

Mas no final do pregão muito desse desapontamento havia sido amortecido, disseram operadores, à medida que investidores apostaram que a economia está melhorando e que os índices continuam se afastando das mínimas de 12 anos.

As ações de construtoras avançaram 2,2 por cento depois de novas vendas de casas terem crescido a seu maior passo em 10 meses em fevereiro, somando-se a dados recentes mostrando sinais de esperança no combalido setor imobiliário. Os papéis de empresas de consumo também avançaram, com os do McDonald's que ganhou 2,9 por cento.

As ações de grandes fabricantes, como a Boeing, tiveram valorização depois que as encomendas de bens de consumo duráveis nos Estados Unidos se recuperaram inesperadamente em fevereiro.

"Muitas pessoas querem pensar que nós vimos o ponto mais baixo do ciclo econômico", disse Cleveland Rueckert, analista de mercado na Birinyi Associates Inc, "mas elas ainda estão céticas", acrescentou o analista, referindo-se à volatilidade do dia.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.