LONDRES (Reuters) - As bolsas de valores da Europa fecharam em alta nesta terça-feira, recuperando parte do terreno perdido após terem atingido o menor nível em três anos e meio na véspera. Números fortes de confiança do consumidor nos Estados Unidos surpreenderam os investidores e reacenderam esperanças sobre o plano de ajuda do governo ao setor financeiro. O índice FTSEurofirst 300 subiu 1,59 por cento, para 1.063 pontos.

Os bancos contribuíram com a maior parte dos ganhos do índice, com os papéis do HSBC subindo 4,2 por cento e os do Standard Chatereed saltando 8 por cento.

As ações de companhias de medicamentos também estiveram mais animadas, lideradas pelos papéis da Sanofi-Aventis e da Roche, que subiram 3,95 e 2,9 por cento, respectivamente.

"Eles (os parlamentares norte-americanos) devem ter ficado surpresos com a extensão da queda nos mercados de ações na segunda-feira", disse Edmund Shing, estrategista do BNP Paribas em Paris. "Eles devem ter que fazer mais ajustes para conseguir os 12 votos necessários. Eles tem que ser vistos ajudando o público e também Wall Street."

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em alta de 1,74 por cento, a 4.902 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX avançou 0,41 por cento, para 5.831 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 subiu 1,99 por cento, para 4.032 pontos.

Em MILÃO, o índice Mibtel encerrou em baixa de 0,56 por cento, a 19.512 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou valorização de 0,38 por cento, para 10.987 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 teve avanço de 1,87 por cento, para 8.033 pontos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.