Tamanho do texto

As principais bolsas europeias fecharam em alta, com os índices de ações sustentando os ganhos depois de terem recuado das máximas na última meia hora de sessão. O aumento bem acima do esperado nos estoques comerciais norte-americanos de petróleo bruto geraram preocupações de que a recuperação econômica pode estar perdendo ritmo.

A fraqueza do euro também reforçou o nervosismo. Em Londres, o índice FT-100 subiu 15,22 pontos (0,29%) e fechou com 5.327,39 pontos; em Paris, o índice CAC-40 avançou 20,18 pontos (0,53%) e fechou com 3.795,92 pontos; em Frankfurt, o índice Dax-30 subiu 5,07 pontos (0,09%) e fechou com 5.781,68 pontos.

Em Londres, os estrategistas do Morgan Stanley mostraram-se otimistas em relação aos mercados de ações em 2010. "Estamos otimistas sobre o crescimento no próximo ano e, embora existam preocupações sobre a perspectiva, o mercado pode subir um pouco mais", disse Teun Draaisma, estrategista de ações europeias.

Contudo, essa visão positiva foi de encontro com a dura realidade da alta dos estoques de petróleo nos EUA, uma indicação de que o crescimento pode não estar se segurando na maior economia do mundo. "Podemos falar muito sobre a China e seus fortes dados industriais, mas os EUA ainda são os maiores consumidores de energia do mundo e parece que estão passando por um momento difícil" que se reflete nos dados dos estoques, segundo Phil Flynn, da PFGBest.

Entre os destaques corporativos, a gigante do setor de telefonia sem fio Vodafone Group subiram 2,18%, proporcionando impulso para o restante do setor. O Credit Suisse elevou sua meta para o preço da ação da companhia de 150 pence para 160 pence.

A alta dos preços do ouro ajudaram no avanço das mineradoras, com Rio Tinto subindo 2,55%. Além disso, Vedanta Resources fechou em alta de 2,47%, depois de ter sua avaliação elevada pelo Goldman Sachs. As companhias de bebidas alcoólicas foram beneficiadas por notas positivas de bancos. As ações da Pernod Ricard subiram 1% e as da Remy Cointreau avançaram 1,3% depois que o Morgan Stanley elevou os ratings para ambas as companhias citando melhora nas perspectivas na Ásia.

Por outro lado, as ações de muitos bancos registraram perdas e pesaram sobre os mercados mais amplos: Deutsche Bank -1,44% e BNP Paribas -1,26%. As ações da Nokia caíram 2,36%. A fabricante finlandesa de celulares disse que espera um aumento de 10% nas vendas de aparelhos no próximo ano. Ela também prevê uma melhora na margem operacional de sua principal divisão.

Em Milão, o índice FTSE/MIB subiu 16,83 pontos (0,07%) e fechou com 22.572,88 pontos; em Madri, o índice Ibex-35 avançou 6,70 pontos (0,06%) e fechou com 11.868,80 pontos; em Lisboa, o índice PSI-20 caiu 21,41 pontos (0,26%) e fechou com 8.359,12 pontos. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.