SÃO PAULO - As bolsas europeias operam em alta nesta terça-feira, com as notícias de empresas da região dando ao mercado esperanças de que a recuperação econômica mundial poderá ser sustentada. Há pouco, o índice FTSE 100, da bolsa de Londres, registrava 0,85% de valorização, marcando 54.

321,17 pontos. A maior alta, entretanto, era verificada na bolsa de Paris, com o CAC 40 subindo 1,26%, para 3.643,04 pontos. Em Frankfurt, o índice DAX avançava 1,17%, para 6.181,84 pontos e, em Madri, o Ibex 35 ganhava 0,70%, aos 10.329,60 pontos. Na Itália, o FTSE MIB, da bolsa de Milão, subia 0,76%, para 20.565,16 pontos. As ações da seguradora holandesa Aegon dispararam mais de 5% após anúncio de que a companhia irá devolver ao governo neste mês 500 milhões de euros que recebeu de ajuda para enfrentar a crise. A empresa ainda precisará desembolsar mais 1,5 bilhão de euro para quitar sua dívida com o Estado, o que pretende fazer até junho do ano que vem. Os balanços da fabricante dinamarquesa de bebidas Carlsberg e do grupo austríaco de materiais de construção Wienerberger também foram bem recebidos pelo mercado. Empresas do setor de mineração também operam em campo positivo, refletindo a alta no preço das commodities. Os investidores ainda avaliam os dados do balanço de pagamentos da zona do euro. O Banco Central Europeu (BCE) informou nesta terça-feira que o déficit em conta corrente na região caiu fortemente, passando de 7,4 bilhões de euros em maio para 4,6 bilhões de euros em junho. (Francine De Lorenzo | Valor)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.