Tamanho do texto

O dólar comercial fechou estável nesta terça-feira, cotado a R$ 1,757 no mercado interbancário de câmbio, após oscilar entre a taxa mínima de R$ 1,755 e a máxima de R$ 1,768 durante as negociações. Desde o começo do mês, o dólar acumula baixa de 1,35%; no ano, alta de 0,80%.

O dólar comercial fechou estável nesta terça-feira, cotado a R$ 1,757 no mercado interbancário de câmbio, após oscilar entre a taxa mínima de R$ 1,755 e a máxima de R$ 1,768 durante as negociações. Desde o começo do mês, o dólar acumula baixa de 1,35%; no ano, alta de 0,80%. Na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), o dólar à vista fechou o pregão com leve alta de 0,07% a R$ 1,7595. A estabilidade de hoje se deu após o dólar cair quase 1% ontem, o que trouxe a cotação de volta para o "piso psicológico" de R$ 1,75.<p><p>No segmento de câmbio turismo, o dólar subiu 0,16% para R$ 1,863 na ponta de venda e R$ 1,677 na compra. No mês, o dólar turismo acumula baixa de 0,90% e no ano, alta de 0,70%. O euro turismo valorizou 0,56% hoje e fechou a R$ 2,517 (venda) e R$ 2,303 (compra); no mês, o euro acumula baixa de 0,40% ante o real e desde o início do ano, a queda é de 4,66%.<p><p>O Banco Central interveio no mercado interbancário de câmbio à tarde, promovendo leilão de compra de dólares. A taxa de corte das propostas no leilão foi fixada em R$ 1,7604. Desde meados de maio do ano passado, a autoridade monetária compra dólares no mercado, que vão para as reservas internacionais do País. Segundo os dados do BC, as reservas subiram ontem para US$ 245,104 bilhões, com o aumento de US$ 354 milhões em relação ao saldo da última sexta-feira, que era de US$ 244,750 bilhões.
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.