SÃO PAULO - A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) informou hoje que o colegiado da autarquia julgou um Processo Administrativo Sancionador (PAS) envolvendo o diretor responsável da Rural Corretora de Títulos e Valores Mobiliários, Plauto Gouvêa. A CVM aplicou multa de R$ 10 mil ao acusado por negligência quanto à atualização das fichas cadastrais de clientes e mais R$ 21.113,11 por ele não ter comunicado à CVM uma operação, intermediada pela corretora, que seria incompatível com a situação patrimonial do cliente.

Gouvêa foi absolvido da acusação de negligência no preenchimento dos dados cadastrais do cliente.

A autarquia ressalta que cabe recurso.

(Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.