Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

CVM multa ex-presidente do Banco Excel em R$ 23,9 milhões

SÃO PAULO - A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) anunciou hoje multas a executivos do antigo Banco Excel por irregularidades que acarretaram em prejuízos ao banco e seus acionistas minoritários. O ex-presidente do Excel, Ezequiel Edmond Nasser, e seu irmão Jacques Nasser foram autuados em R$ 23.

Valor Online |

997.788,00 cada um, em uma das maiores punições já aplicadas pela autarquia.

O Excel foi vendido em 1998 ao banco espanhol Bilbao Viscaya por R$ 1. Segundo a CVM, os dois acusados capitalizaram as sociedades controladas Eizibrás Factoring e Xcell, para depois venderem os controles societários por preço reduzido a eles próprios.

A punição aos dois irmãos contempla suas atividades tanto como acionistas do banco quanto como executivos da instituição. Além dos Nasser, foram penalizados outros dois executivos: Darci Gomes do Nascimento e Jacques El Kobbi. A primeira ficou proibida de exercer cargo de administração em companhia aberta por três anos, mesma pena aplicada ao segundo, só que pelo prazo de um ano.

A CVM informou ainda que os executivos poderão recorrer da decisão, com efeito suspensivo, ao Conselho de Recursos do Sistema Financeiro Nacional (Conselhinho).

(Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG