SÃO PAULO - O custo da mão-de-obra nos Estados Unidos avançou 0,7% no terceiro trimestre deste ano, mesma taxa apurada nos três meses antecedentes. O nível de crescimento é o menor desde que os salários e benefícios pagos aos trabalhadores americanos aumentaram em 0,6% no primeiro trimestre de 2006. A notícia foi conhecida no mesmo dia que o governo informou que o gasto pessoal dos americanos caiu 0,3% em setembro após ficar estagnado no mês anterior. Muitos economistas previam decréscimo de 0,2%.

A renda pessoal, por sua vez, expandiu-se 0,2% no mês passado, seguindo elevação de 0,4% em agosto.

(Valor Online, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.