Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

CTNBio aprova 11 novas pesquisas

SÃO PAULO - A Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio) aprovou na quinta-feira, em Brasília, mais 11 solicitações de liberação planejada no ambiente de culturas geneticamente modificadas. Neste ano, foram aprovadas 108 pesquisas de campo com transgênicos.

Valor Online |

Em 2007, foram 83.

O órgão liberou a chamada liberação planejada - pesquisas em campo - para três variedades de milho, duas de arroz, três de soja, e uma variedade de algodão, citros e cana. Além delas, a comissão aprovou a exportação de 2,5 quilos de soja transgênica desenvolvida pela Embrapa à Monsanto, nos EUA. A CTNBio, que tem em seu corpo 11 ministros, é responsável pela deliberação de pedidos de pesquisa transgênica, importação e exportação dessas cultivares, assim como seu plantio comercial no país.

Entre as variedades aprovadas estão o milho tolerante a herbicida e a insetos, da divisão Pionner Sementes, da DuPont do Brasil. O grupo também poderá iniciar pesquisas de campo com soja tolerante a herbicidas e também ao glifosato e a sulfoniluréia.

A alemã Bayer obteve aprovação de liberação da variedade de algodão resistente a insetos e tolerante ao glufosinato de amônio. A Alellyx teve autorização de pesquisa para uma variedade de cana com maior teor de sacarose e outra para citros resistente à clorose variegada (amarelinho). A Basf poderá fazer pesquisas com arroz modificado para aumento de produtividade. E a Monsanto pesquisará milho resistente a insetos e tolerante ao glifosato. A Embrapa obteve aprovação para exportar uma variedade de soja transgênica tolerante a herbicidas do grupo químico das imidazolinonas à Monsanto.

Os representantes da Comissão voltam a se reunir, em Brasília, nos dias 10 e 11 dezembro.

(Bettina Barros | Valor Econômico)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG