A CSU CardSystem, processadora e administradora independente de cartões de crédito e débito, vai anunciar a entrada no mercado de credenciamento em pleno jogo do Santos, hoje à noite na Vila Belmiro. A CSU resolveu patrocinar a camisa e o calção do time somente nesta quarta-feira, dia em que o Santos comemora 98 anos e o jogador Robinho vai vestir a camisa de número 200, em alusão ao seu número de jogos pelo time.

A CSU CardSystem, processadora e administradora independente de cartões de crédito e débito, vai anunciar a entrada no mercado de credenciamento em pleno jogo do Santos, hoje à noite na Vila Belmiro. A CSU resolveu patrocinar a camisa e o calção do time somente nesta quarta-feira, dia em que o Santos comemora 98 anos e o jogador Robinho vai vestir a camisa de número 200, em alusão ao seu número de jogos pelo time. A partida será contra o Guarani, de Campinas, válida pela Copa do Brasil. O valor do patrocínio não foi divulgado. A CSU vai lançar a plataforma de processamento CSU.Acquirer, voltada para prestação de serviços de processamento para as empresas que desejarem atuar no mercado de credenciamento - a afiliação de lojistas às bandeiras de cartões - que se abre em 1º de julho com o fim da exclusividade entre a bandeira Visa e a credenciadora Cielo. A expectativa é que várias empresas entrem nesse mercado, que antes era exclusivo da Cielo e da Redecard. Entre os serviços oferecidos pela CSU, está toda a parte tecnológica do pagamento com cartão, o envio de dados da transação na loja para o banco e bandeiras. A empresa vem preparando seu software de processamento para credenciadores há 18 meses, desde que começou a se falar mais concretamente da abertura do mercado. Desde 2008 até este ano, investiu um montante de US$ 15 milhões neste processo. A CSU fechou 2009 com lucro líquido de R$ 17,9 milhões, um crescimento de 165,7% na comparação com 2008. A maior parte da receita (60%) veio da unidade de cartões. A empresa foi fundada em 1992.
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.