A presidente argentina, Cristina Kirchner, reiterou nesta sexta-feira o processo de industrialização do país, uma das pedras angulares da política de governo desde 2003, ao presidir o lançamento de um novo modelo de automóvel." /

Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Cristina Kirchner ratifica política de industrialização na Argentina

A presidente argentina, Cristina Kirchner, reiterou nesta sexta-feira o processo de industrialização do país, uma das pedras angulares da política de governo desde 2003, ao presidir o lançamento de um novo modelo de automóvel.

AFP |

A presidente argentina, Cristina Kirchner, reiterou nesta sexta-feira o processo de industrialização do país, uma das pedras angulares da política de governo desde 2003, ao presidir o lançamento de um novo modelo de automóvel.

As empresas "vão continuar contando com o apoio das políticas ativas do Estado argentino para acelerar e aprofundar o processo de industrialização do país", disse a presidente, durante ato na fábrica da empresa automotiva francesa Peugeot, na periferia noroeste da capital argentina.

Ela insistiu em que "o desafio é desenvolver também uma indústria de autopeças com leis pontuais para incorporar informática e tecnologia com vistas às exportações".

A presidente participou da apresentação do modelo 408 da Peugeot, cuja fábrica aumentou seu número de funcionários de 700 para 5.800 desde 2003, quando começou o governo de seu marido e antecessor, o ex-presidente Néstor Kirchner (2003-2007), falecido na semana passada.

Neste contexto, Cristina Kirchner anunciou a redução da desocupação para 7,6% da população economicamente ativa no terceiro trimestre, em comparação com 7,9% do trimestre anterior e os 9,1% registrados no período entre julho e setembro de 2009.

A Peugeot é a segunda fábrica automotiva que Cristina Kirchner visita esta semana, depois de participar, na terça-feira, do lançamento de um novo modelo da Renault, na fábrica da companhia, em Córdoba (centro).

"Esta semana foram lançados dois novos modelos de carros. O que me fez sentir muito orgulhosa foi que o presidente da Renault (Dominique Maciet) disse que a Argentina em vias de ser o sétimo país do mundo no campo da indústria automotiva", disse a presidente.

Segundo a Organização Internacional de Fabricantes de Veículos Automotores (OICA), a Argentina situou-se em 2009 na 22ª posição do ranking mundial de produção de automóveis, liderado pelo Brasil.

dm-ls/mvv

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG