Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Cristina confirma nacionalização da Aeronlíneas Argentinas

Buenos Aires, 21 jul (EFE).- A presidente argentina, Cristina Fernández de Kirchner, recebeu hoje o apoio de mais de dois mil altos cargos do Executivo e do peronismo convidados em um ato oficial em que confirmou a nacionalização temporária da Aerolíneas Argentinas.

EFE |

A governante descreveu a situação da companhia como "grave" e lembrou que está próxima de uma quebra depois da gestão do grupo espanhol Marsans.

O ato liderado por Cristina aconteceu horas depois de os representantes do Governo e da Marsans assinarem um acordo para que o Estado retome a gestão da companhia e acordem um período de 60 dias para realizar uma auditoria que permita conhecer a situação da empresa e fixar o valor das ações.

Cristina antecipou que enviará em breve o projeto de nacionalização da Aerolíneas Argentinas ao Congresso e pediu aos trabalhadores que se juntem ao "esforço" do Estado para levar adiante a companhia.

Hoje, fontes oficiais disseram à Agência Efe que a Procuradoria do Estado em Buenos Aires apreendeu um avião da Aerolíneas Argentinas por uma dívida tributária com o Fisco da província de 120 milhões de pesos (US$ 39,3 milhões).

Segundo as fontes, o aparelho apreendido, um MD-88 com capacidade para 149 passageiros e oito tripulantes, está avaliado em US$ 17 milhões.

A Aerolíneas Argentinas e sua subsidiária para vôos domésticos Austral acumulam dívidas de US$ 890 milhões, tem a metade de sua frota em terra por falta de manutenção e registra perdas de perto de US$ 1 milhão por dia. EFE mar/rr

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG