Espanha capta 4,6 bilhões de euros em títulos com juros mais baixos

Embora o governo espanhol tenha reiterado que não tem a intenção de utilizar a linha de crédito da União Europeia, essa opção vem sendo estudada com a esperança de que reduza os custos de financiamento do país

EFE |

EFE

O Tesouro Público da Espanha captou nesta quinta-feira 4,614 bilhões de euros em diferentes emissões, e em todos os casos os juros caíram com relação aos leilões anteriores. Deste total, 1,513 bilhão correspondem a bônus com vencimento de dez anos e rentabilidade de 5,468%, abaixo dos 5,7% das últimas negociações.

Além disso, 1,637 bilhão foram captados mediante títulos com prazo de três anos e juros de 3,266%, inferiores aos 3,774% precedentes.

Por fim, 1,464 bilhão entraram nos cofres do Tesouro através de títulos com vencimento de quatro anos e rendimento de 3,999%, abaixo dos 4,694% do último leilão.

A emissão de hoje, a segunda desta semana, era aguardada como um "termômetro da urgência ou não da solicitação de assistência financeira" a Bruxelas, como aponta o departamento de análise da instituição espanhola Bankinter.

Embora o Governo espanhol tenha reiterado que não tem a intenção de utilizar a linha de crédito posta a sua disposição pela UE, essa opção vem sendo estudada com a esperança de que reduza os custos de financiamento do Estado.

Essa decisão, junto com a manutenção da nota da Espanha pela agência de medição de riscos Moody's, apazigua os ânimos do mercado da dívida e reduz o prêmio de risco do país.

Leia tudo sobre: economiaespanhacrise

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG