Setor de serviços da China se recupera após atingir pior desempenho em um ano

Índice de Gerentes de Compras (PMI) divulgado nesta segunda-feira subiu para 54,3 em setembro ante 52 em agosto

Reuters |

Reuters

O setor de serviços da China se recuperou em setembro depois de seu crescimento ter atingido mínima de um ano em agosto, de acordo com a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI) divulgada nesta segunda-feira.

O PMI do HSBC subiu para 54,3 em setembro ante 52,0 em agosto, recuperando-se para o maior nível desde maio graças a um aumento no subíndice de novos negócios para 54,0, também o maior nível em quatro meses.

O resultado mostra contraste em relação ao PMI oficial de serviços divulgado em 3 de outubro, que mostrou que a atividade em setembro desacelerou para o nível mais fraco desde novembro de 2010. A pesquisa oficial, publicada pelo Escritório Nacional de Estatísticas, tende a refletir empresas estatais maiores, e as duas pesquisas não necessariamente caminham juntas.

A pesquisa desta segunda-feira também contrasta com as do setor industrial tanto oficial quanto do HSBC, que indicam que a China avança para o sétimo trimestre seguido de crescimento lento.

"Isso é provavelmente uma indicação de uma melhora gradual das condições econômicas domésticas devido à leituras mais fracas anteriormente e à demanda mais forte de consumo antes do feriado", disse o economista-chefe do HSBC, Hongbin Qu.

"Embora isso tenha ajudado a aliviar a desaceleração contínua do setor industrial, uma virada significativa na demanda doméstica exige esforços adicionais."

O feriado prolongado de uma semana no início de outubro levou milhões de chineses às estradas e aos centros de compras.

Leia tudo sobre: NEGOCIOSMACROCHINAPMI

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG