Hollande e Merkel discordam sobre supervisor bancário

Chanceler alemã afirma que "qualidade" é mais importante que a velocidade para entrada em funcionamento do órgão. Líderes também discutem fusão entre EADS e a britânica BAE

Agência Estado |

Agência Estado

EFE
Merkel projeta funcionamento do órgão supervisor de bancos para outubro

O presidente da França, François Holande, e a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, discordaram neste sábado sobre a velocidade para implementar um órgão supervisor bancário único europeu. Hollande destacou que o Banco Central Europeu (BCE) deveria se tornar o único supervisor dos bancos na Europa o mais rapidamente possível, enquanto Merkel sugeriu que a "qualidade" é mais importante que a velocidade. Merkel afirmou também que o Mecanismo de Estabilidade Europeu (ESM) "estará pronto para ser usado no início de outubro".

- Merkel e Hollande evocam legado de De Gaulle diante dos desafios da crise

Os dois líderes disseram que trabalharão sobre a possibilidade de ratificação da fusão do grupo de defesa europeu EADS com a empresa britânica BAE Systems, mas ressaltaram que não tomaram nenhuma decisão sobre a questão. "Nós discutimos o que precisa ser considerado em conexão com a EADS e a BAE", embora "nenhuma decisão tenha sido tomada", disse a chanceler alemã, em uma entrevista coletiva com Hollande em Ludwigsburg, no sul da Alemanha.

Ela afirmou que as preocupações em torno da fusão precisam ser "consideradas" cuidadosamente, até mesmo pelas próprias companhias. "Nós estamos cientes do prazo", acrescentou. Já Hollande ressaltou que a fusão é uma questão importante para a Europa, porque afeta o emprego. As informações são da Dow Jones.


Leia tudo sobre: angela merkelfrançois hollandealemanhafrançabancoseadsbae systems

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG