Kuala Lumpur, 19 set (EFE).- O presidente-executivo da filial em Cingapura da seguradora American International Group (AIG) apresentou sua demissão depois que durante vários dias milhares de clientes cancelaram apólices ou solicitaram o reembolso, anunciou hoje o banco nacional cingapuriano.

O Federal Reserve (Fed, banco central americano) anunciou na quarta-feira passada uma injeção superior a US$ 85 bilhões para salvar a AIG, uma das maiores seguradoras do mundo, e evitar assim uma hecatombe financeira mundial.

Desde então, diariamente se formaram longas filas de pessoas perante os escritórios de América Internacional Assurance (AIA) em Cingapura, o maior centro financeiro do Sudeste Asiático.

A Autoridade Monetária de Cingapura (AMS, banco central) assinalou em comunicado que foi notificada da renúncia em caráter imediato do presidente-executivo e diretor-geral da AIA, Mark O'Dell.

"Estamos satisfeitos com a habilidade da companhia para responder às novas demandas e levar o negócio", diz o banco nacional de Cingapura. EFE snr/ma

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.