Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Crise leva Chrysler a anunciar grande corte de funcionários

Washington, 24 out (EFE).- A Chrysler anunciou hoje que reduzirá o número de seus empregados de escritórios em 25% a partir de 1 de novembro e informou que o setor se encontra no período de maior dificuldade econômica que se pode lembrar.

EFE |

Segundo a empresa, a medida deve afetar cerca de cinco mil pessoas.

A empresa disse a seus empregados que anunciará mais reestruturações e mudanças na organização, assim como cortes em despesas "não ligadas aos principais programas de produção".

A Chrysler disse que a redução acontecerá "com uma combinação de programas socialmente responsáveis, incluindo aposentadorias antecipadas e baixas incentivadas".

Entre os incentivos que serão oferecidos, a Chrysler mencionou dinheiro e vales para a compra de novos veículos. A montadora ressaltou, no entanto, que em dezembro não conseguirá evitar demissões forçadas.

O presidente e executivo-chefe do grupo Chrysler, Bob Nardelli, anunciou o corte em carta enviada hoje aos empregados.

Nardelli frisou que "estes são realmente momentos inimagináveis" para o setor.

"Seguimos no período de maior dificuldade econômica que se pode lembrar", assinalou.

"A combinação de dificuldades nos mercados financeiros, crédito, volatilidade dos preços de matérias-primas, a crise imobiliária e o declive da confiança dos consumidores segue pesando na economia", disse Nardelli. EFE crd/rr

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG