estragos no Equador, diz Correa - Home - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Crise internacional causará estragos no Equador, diz Correa

Quito, 23 dez (EFE).- O presidente equatoriano, Rafael Correa, assegurou hoje que a crise financeira internacional causará fortes estragos em seu país, embora tenha esclarecido que distribuirá o peso do impacto entre todos os setores da sociedade.

EFE |

"Uma crise da magnitude da que estamos vivendo (...) terá estragos, e fortes", reforçou Correa, após garantir que não permitirá que "esses custos, como sempre, recaiam sobre os mais pobres".

O presidente, que manteve uma forte queda-de-braço com empresários e banqueiros, afirmou que seu Governo já começou a executar estratégias para enfrentar os efeitos da crise internacional.

"Adotaremos medidas inteligentes para tratar de distribuir o peso da crise entre os diferentes setores" da sociedade e "aproveitar" a situação "como uma oportunidade" para resolver as distorções econômicas, sobretudo no caso das que geram "injustiça" social, completou.

O chefe de Estado, que fez as declarações durante a inauguração de uma grande estação de serviço de combustíveis na cidade portuária de Guayaquil, arremeteu também contra banqueiros e empresários.

Correa acusou os banqueiros de terem "quebrado" o país no passado e os recriminou por agora tentarem dar "aula de moral e de política econômica".

"Essas câmaras de comércio são filiais de máfias políticas, que dominaram por muito tempo nossa pátria", concluiu o presidente equatoriano. EFE fa/fr

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG