Os empresários da indústria pornográfica americana Larry Flynt e Joe Francis pediram nesta quarta-feira uma ajuda do governo federal de 5 bilhões de dólares, nos moldes do socorro concedido às montadoras dos Estados Unidos.

"Basta ver os difíceis momentos que atravessamos. O Congresso parece estar disposto a ajudar a levantar as empresas mais importantes de nossa Nação, e acreditamos que merecemos a mesma consideração", disse Joe Francis, presidente da produtora de vídeos "Girls Gone Wild", em uma declaração conjunta com Larry Flynt, o polêmico fundador da revista Hustler.

O pedido foi feito durante a tradicional exposição do setor AVN, que ocorre em Las Vegas, quando são exibidas as novidades dos diversos segmentos da indústria pornô.

Flynt e Francis, que enviaram um pedido formal ao Congresso, destacam que "nos tempos difíceis, os americanos se voltam ao entretenimento para aliviar a tensão...".

Mas Flynt destaca que a recessão nos Estados Unidos caiu como um balde de água fria "e as pessoas estão muito deprimidas", sem fazer sexo, o que "é muito ruim para a Nação".

O polêmico Flynt adverte que "os americanos podem resistir sem automóveis e outras coisas, mas não sem sexo".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.