DAVOS - Cinco trilhões de dólares foram perdidos por causa da crise financeira global, afirmou nesta quinta-feira o presidente e fundador do Foro Mundial de Davos, Klaus Schwab, que também anunciou uma participação recorde de líderes mundiais no próximo encontro, em janeiro.

O Foro chegou a prever a crise no sistema financeiro em seu relatório anual de riscos, divulgado no início do ano. "Não sou dramaticamente pessimista quanto ao futuro, apenas realisticamente pessimista", declarou o economista suíço à AFP, e acrescentou que a pior crise financeira desde a Grande Depressão dos anos 30 fará com que a 39ª edição do Foro de Davos seja a mais importante de sua história e terá uma grande participação.

Schwab assinalou que ao encontro de cinco dias assistirão mais de 160 líderes políticos assim como 1.200 chefes empresariais, sociais e sindicais.

A lista completa e confirmada de participantes será divulgada em janeiro. No dia 28 o encontro terá início com um discurso do primeiro-ministro russo Vladimir Putin.

Leia também

Para saber mais

Serviço 

Opinião


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.