Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Crise financeira ainda não chegou ao fim, nota Bernanke

SÃO PAULO - A turbulência financeira ainda não acabou e os efeitos dela na economia como um todo estão ficado mais aparentes, na forma de uma atividade econômica mais branda e no aumento do desemprego. A afirmação foi sustentada pelo presidente do Federal Reserve (Fed, banco central dos Estados Unidos), Ben Bernanke, em evento em Jackson Hole.

Valor Online |

Na avaliação do dirigente da autoridade monetária americana, os problemas no setor financeiro, que começaram há um ano, o encarecimento do petróleo e o enfraquecimento da economia criaram um dos ambientes econômicos mais desafiadores que se tem memória.

Bernanke se disse, contudo, animado pela recente queda nos preços do petróleo, que pode indicar uma suavização das pressões inflacionárias.

Apesar de receber bem esses recuos nas cotações do petróleo e de outras commodities e acreditar que a inflação deverá moderar neste ano e no próximo calendário, o presidente do Fed observou que a perspectiva para a inflação permanece altamente incerta.

Ele reforçou que o BC americano continuará monitorando atentamente o cenário e agirá se necessário para garantir que a inflação não fuja do controle.

(Valor Online, com agências internacionais)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG