Nova York, 18 fev (EFE).- A Hewlett-Parckard (HP), a maior fabricante de computadores pessoais do mundo, informou hoje que, em seu primeiro trimestre fiscal (novembro-janeiro), seu lucro líquido caiu 13% em relação ao mesmo período do ano passado, para US$ 1,854 bilhão.

Segundo a empresa, todas as suas áreas de negócio foram afetadas pela atual crise, até mesmo a de impressoras, que, como a de computadores pessoais e notebooks, viu sua receita anualizada despencar 10%.

A HP informou que o número de PCs vendidos na comparação entre os dois períodos caiu 25%, equanto a comercialização de notebooks e impressoras recuou 13% e 33%, respectivamente.

Ainda assim, o faturamento anualizado da empresa no trimestre cresceu 1%, para US$ 22,8 bilhões, puxado, em boa parte, pelos serviços prestados.

Apesar de o balanço ter decepcionado os analistas, o executivo-chefe da HP, Mark Hurd, se mostrou confiante na capacidade da empresa de superar a atual conjuntura econômica.

Hurd disse que a força da marca no setor, a disciplina na gestão dos custos e a diversidade na cartela de produtos permitiu à HP avançar em mercados estratégicos. EFE mgl/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.