Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Crise e enchentes derrubam meta de exportação de 2008

BRASÍLIA - A meta de US$ 202 bilhões para as exportações brasileiras neste ano não deverá ser cumprida, admitiu nesta sexta-feira o secretário de Comércio Exterior, Welber Barral, do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic). A crise financeira, que já derrubou a demanda mundial e diminuiu muito o preço do petróleo, e as enchentes em Santa Catarina explicam frustração do objetivo, diz Barral. À luz dos fatos presentes, acredito que vai chegar perto dos US$ 200 bilhões, disse Barral.

Valor Online |

As exportações acumulam saldo de US$ 184,125 bilhões de janeiro a novembro deste ano. Ou seja, em dezembro teriam que somar cerca de US$ 18 bilhões para cumprir a meta fixada pelo Mdic.

Barral lembra que o porto de Itajaí em Santa Catarina, pelo qual passa uma média diária de exportações de US$ 31 milhões, está 100% comprometido há 10 dias em função das enchentes, "sem qualquer previsão de retorno à normalidade".

Outro fator é o forte recuo no preço do petróleo. Barral prevê para dezembro uma perda de US$ 600 milhões a US$ 1 bilhão na venda externa da commodity, que em novembro teve queda de 35% sobre outubro, principalmente por questão de preço, levando a um impacto negativo de US$ 600 milhões na balança comercial brasileira.

Leia tudo sobre: crise financeira

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG