Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Crise derruba lucro da Indústrias Romi no quarto trimestre

SÃO PAULO - A Indústrias Romi, que atua no mercado de máquinas-ferramenta, injetoras de plástico, fundidos e usinados, sentiu o peso da crise econômica e da brusca desaceleração da atividade no quarto trimestre do ano passado. O lucro líquido da companhia caiu 46%, para R$ 17,8 milhões.

Valor Online |

Já no ano, a empresa embolsou R$ 126 milhões, crescimento de 1,5% sobre 2007.

Em relatório, a Romi aponta que em um ambiente de retração do PIB e, principalmente, de incertezas no setor produtivo, a companhia, por estar no início da cadeia industrial, costuma sentir rapidamente os impactos de uma crise econômica. Entretanto, a empresa ressalta que, até o momento, os cancelamentos de pedidos estão seguindo os níveis históricos normais, mas alguns clientes estão solicitando postergação nos prazos de entrega.

Entre outubro e dezembro do ano passado, a receita líquida da Romi encolheu 12%, somando R$ 166,2 milhões. O volume de venda caiu em todas as três unidades. Nos segmentos de máquina-ferramenta e máquinas para plástico tal queda beirou os 40%. E na divisão de fundidos e usinados a baixa foi de 18,7%.

Já a geração operacional de caixa medida pelo Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) apresentou queda de 57,7%, para R$ 15,19 milhões.

A receita no mercado externo alcançou R$ 37,7 milhões, com aumento de 68% em relação ao quarto trimestre do ano passado. Em dólares, as vendas no período atingiram US$ 16,5 milhões, representando crescimento de 30% no comparativo anual. As vendas externas responderam por 23% da receita líquida.

(Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG