SÃO PAULO - A crise nos mercados externos ainda não está afetando a indústria automobilística brasileira. Segundo a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), embora o país deva sentir algum reflexo da crise, o governo atualmente tem mais ferramentas para enfrentá-la de forma adequada - ferramentas que já estão sendo usadas, na visão da entidade.

Segundo o presidente da Anfavea, Jackson Schneider, ainda é cedo para fazer uma previsão de impacto da crise sobre o mercado brasileiro. Para ele, é preciso um pouco de serenidade ao mercado para avaliar os efeitos da turbulência.

"É claro que temos que estar muito atentos ao que ocorre. Não dá para fechar o olho e achar que nada vai nos afetar", afirmou Schneider.

Segundo ele, ainda há muita emoção no mercado nesses primeiros dias de crise aguda. Para ele, é necessário ter calma e evitar o que chamou de "oportunismo" em relação à taxa de juros do país. "É preciso esperar ainda para saber se o juro precisará mesmo ser elevado. Uma atitude oportunista não ajuda o mercado, não ajuda o país", acrescentou.

Schneider ainda afirmou que vê solidez no sistema financeiro brasileiro que, para ele, é mais protegido que o de países que estão no epicentro da crise. "O que há (no Brasil) é falta de liquidez, não de solvência. E mesmo isso pode ser resolvido com uma melhor distribuição no sistema", afirmou ele, que disse ainda que o governo já está fazendo o necessário para garantir essa liquidez.

Para o ano, a Anfavea manteve suas perspectivas de crescimento para o ano e, segundo Schneider, aposta em expansão do mercado em 2009, apesar da crise. Assim, a entidade continua apostando em uma expansão de 24,2% nas vendas de veículos ante 2007, com elevação de 21% entre os nacionais e de 49,8% entre os importados. Já as exportações, para a Anfavea, deverão cair 1% em unidades neste ano, e subir 7,4% em valores em relação ao ano passado. A produção, por fim, deve crescer 15% no fechado de 2008.

(José Sergio Osse | Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.