O setor financeiro suprimiu pelo menos 325.000 postos de trabalho no mundo desde agosto de 2007, uma tendência que deve se estabilizar nos próximos meses, informa a Organização Internacional do Trabalho (OIT).

"Cabe esperar que as perdas de empregos aumentem mais rapidamente, a medida que a economia mundial se aprofunde na recessão e que as instituições financeiras sofram, cada vez mais, importantes desvalorizações de ativos", advertiu a diretoria da OIT, Elizabeth Tinoco.

As demissões de quase 130.000 pessoas, ou seja, 40% do total no setor financeiro, foram anunciadas nos últimos cinco meses, segundo um relatório da organização a respeito do impacto da crise financeira nos trabalhadores do setor.

A OIT, com sede em Genebra, recorda os principais cortes de postos de trabalho no mundo das finanças: 45.000 no Bank of America e 75.000 no também americano Citigroup.

Leia mais sobre: demissões

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.