Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Criada a Activision Blizzard, maior empresa de videogames do mundo

Paris, 10 jul (EFE) - O grupo francês Vivendi Games e o americano Activision se fundiram hoje e deram lugar à Activision Blizzard, a maior empresa do mundo no setor dos videogames, com capitalização de 12,7 bilhões de euros.

EFE |

A soma do volume de negócios das duas empresas matrizes que deram lugar à Activision Blizzard chega a cerca de 2,86 bilhões de euros em 2007, com o que o selo recém-nascido desbanca a Electronic Arts, firma que, até agora, era líder no setor, com um faturamento de ao redor de 2,33 bilhões de euros no ano passado.

Cerca de 54% do capital da Activision Blizzard, com em torno de seis mil empregados, pertencerá ao grupo Vivendi, percentual que se estabilizará em 52% depois da "dissolução total", indicou o grupo francês em comunicado.

A Vivendi Games é a empresa responsável por "World of Warcraft", que, com 10,7 milhões de assinantes, é "o primeiro jogo em linha em massa multiplayer", segundo a companhia francesa.

Já a Activision criou o game "Guitar Hero", que tem "vários fãs ao redor do mundo", ou o jogo de combate em primeira pessoa "Call of Duty".

O presidente da Vivendi, Jean-Bernard Levy, afirmou que a fusão criou "a número um mundial dos editores de videogames em linha e para consoles" e ressaltou que "a soma das forças" entre as duas empresas "oferece um enorme potencial de crescimento".

Segundo Levy, a Activision Blizzard, que cotará no índice americano de ações de empresas de tecnologia Nasdaq com as siglas ATVI, "está perfeitamente posicionada para se beneficiar do mercado dos videogames, um setor em forte crescimento em todos os continentes".

Por sua parte, o diretor-geral da Activision Blizzard, Robert Kotick, qualificou a fusão como "o começo de um novo capítulo importante na história do entretenimento interativo" e assegurou que a ambição da firma que liderará é "criar os melhores jogos do mundo".

Nos próximos cinco dias úteis, a Activision Blizzard lançará uma oferta pública de 146,5 milhões de ações a US$ 27,50 cada título.

O novo gigante do entretenimento interativo estará presente em todas as plataformas do setor, como PC, consoles e telefones celulares.

A reação da Electronic Arts, que elaborou jogos como "Fifa" ou "The Sims", não deve demorar, segundo os analistas, já que o grupo americano ofereceu em fevereiro US$ 2 bilhões pela concorrente Take-Two, criadora do videogame "Grand Theft Auto" ("GTA").

A americana Take-Two qualificou a oferta de "escandalosamente baixa" e pediu aos acionistas que a rejeitassem. EFE jaf/db

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG