Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Crescimento da economia não reflete a taxa de juros atual, diz Mantega

BRASÍLIA - O ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou hoje, ao analisar os números do PIB divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que o crescimento da economia não reflete a situação atual da taxa básica de juros Selic nos últimos meses, que passou de 11,25% ao ano em março para 13% ao ano em julho.

Valor Online |

O ministro lembrou que as alterações na taxa demoram a surtir efeito nos indicadores econômicos. Vocês sabem que a elevação dos juros demora para fazer efeito, não é imediato. Essa situação (de crescimento da economia) reflete os juros de seis, oito meses atrás, disse.

O ministro justificou o crescimento com o argumento de que antes do aumento das taxas de juros, os empresários analisaram a situação do mercado brasileiro, da economia, e vislumbraram um mercado consumidor crescente, com a possibilidade de determinada rentabilidade.

(Os empresários) olharam para a taxa de juros real, não só a Selic, mas também a TJLP (Taxa de Juros de Longo Prazo), e chegaram a conclusão que com essa taxa de juros valia a pena fazer investimentos na economia brasileira e queriam um retorno desse investimento, explicou.

O ministro Guido Mantega disse que apesar de suas considerações, a desaceleração da economia está dentro do planejado pelo governo.

(Agência Brasil)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG