Tamanho do texto

A procura por ações da capitalização da Petrobrás se intensificou ontem, último dia da oferta para quem já é acionista da estatal

selo

A procura por ações da capitalização da Petrobrás se intensificou ontem, último dia da oferta para quem já é acionista da estatal. Alguns investidores tiveram dificuldade em efetivar as reservas ou porque os telefones das corretoras estavam ocupados, ou porque os sites estavam sobrecarregados e ficaram fora do ar.

As corretoras consultadas pela reportagem contam que chegaram a remanejar alguns funcionários para a área de atendimento específico às demandas da capitalização. Como essas empresas estão cumprindo o período de silêncio do processo, determinado pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM), pediram para não ser identificadas.

Duas grandes corretoras de valores confirmam que não conseguiram atender a todos os pedidos. ¿Muita gente deixou para a última hora, aí ficou difícil atender a todas as demandas¿, diz um analista. Além disso, as corretoras ainda têm dúvidas sobre o processo. Na hora da reserva, por exemplo, os atendentes se confundem com as datas e inúmeras informações do processo. ¿É a maior oferta de ações que o mercado já viu, são muitas informações¿, admite o funcionário da corretora de um banco.

Outro analista conta que o volume de abertura de novas contas na corretora também aumentou bastante. ¿Estão abrindo as contas para investirem na capitalização. Esperamos um forte volume de ligações para os próximos dias¿, diz.

Novos investidores

Desde o dia 13 está aberta a oferta de ações ao varejo, em que qualquer interessado pode participar. O prazo para a reserva dessas ações vai até o dia 22 deste mês. O investimento mínimo deve ser de R$ 1 mil e o máximo é de R$ 300 mil.

A reserva desses papéis deve ser feita por meio de uma corretora ou de banco que negocie ações. Na hora da solicitação dos papéis, o investidor deve especificar quanto está disposto a investir na Petrobrás. A efetivação total da reserva, no entanto, só ocorrerá se houver sobra de ações da primeira oferta, que terminou ontem e na qual só os acionistas da estatal podiam participar. Os funcionários da Petrobrás têm prioridade nessa reserva.

¿O volume de ações é muito grande. Não haverá falta de ações nem na oferta ao varejo¿, prevê Ricardo Almeida, professor de finanças do Insper (ex-Ibmec). No total, a Petrobrás vai distribuir 2,174 bilhões de novas ações ordinárias (ON, com direito a voto) e 1,585 bilhão de novas ações preferenciais (PN).

Segundo o prospecto que detalha o cronograma do processo de capitalização (que está disponível no site da Comissão de Valores Mobiliários: www.cvm.gov.br), há também a possibilidade de entrar na capitalização por meio dos Fundos de Investimento em Ações da Petrobrás (FIA-Petrobrás), com aporte mínimo de R$ 200 e máximo de R$ 300 mil. Para participar da oferta dessa forma, é preciso procurar as administradoras dos fundos e garantir a reserva.

O que sobrar da oferta ao varejo será oferecido, até o limite máximo de 10% do valor da oferta original, aos investidores institucionais (pessoas jurídicas, clubes de investimento e instituições financeiras).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.