Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Crédito pré-aprovado do BNDES liberou R$ 110 milhões em outubro

RIO DE JANEIRO - O Cartão BNDES, que dá crédito rotativo pré-aprovado a micro, pequenas e médias empresas (MPME) para compra de fornecedores cadastrados pelo portal do banco, atingiu R$ 110 milhões em outubro, o melhor desempenho desde sua adoção, em 2003. A instituição informou que no único mês até agora que pegou do primeiro ao último dia o período mais grave da crise financeira mundial, após a concordata do banco de investimento americano Lehman Brothers, foi ultrapassada a marca de R$ 100 milhões em transações dentro de um mesmo período pela primeira vez na história.

Agência Estado |

O valor de outubro ficou acima do de setembro em mais de 20%, enquanto o número de operações cresceu 12%, chegando a 7.195 (no acumulado do ano, já foram mais de 50 mil).

O valor médio diário de transações aumentou 18%, chegando a R$ 4,8 milhões por dia útil. Também foram recorde as solicitações de credenciamento de novos fabricantes (385) e distribuidores (353), representando aumentos de 14% e 70%, respectivamente.

O BNDES prevê que o cartão terminará 2008 com liberações da ordem de R$ 820 milhões, acima da estimativa inicial, de R$ 750 milhões, com crescimento de cerca de 60% em relação a 2007. Existem 150 mil cartões emitidos (97% deles para micro e pequenas empresas), com limites de crédito pré-aprovados que somam R$ 4,6 bilhões.

Os fornecedores cadastrados são 10 mil, que ofertam mais de 96 mil itens financiáveis. O desembolso médio por cartão por operação é de R$ 15 mil.

O cartão é emitido para as empresas pela Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil e Bradesco. No início, o cartão financiava apenas bens de produção para micro, pequenas e médias empresas brasileiras, mas mudou desde 2006, com inclusão de alguns insumos industriais.

A partir de setembro deste ano, passaram a ser financiáveis mais itens. Foram incluídos na lista de financiáveis serviços como os de certificação, inspeção de conformidade, calibragem e ensaios laboratoriais, desde que prestados por entidades reconhecidas pelo Inmetro.

Leia tudo sobre: bndes

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG