Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Crédito para veículos sobe para R$ 84 bilhões em junho

O presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), Jackson Schneider, reiterou hoje que o aumento do crédito e a melhoria das condições de financiamento continuam puxando as vendas de veículos no Brasil. Segundo o executivo, o volume de crédito disponível para o setor em junho somou R$ 84,3 bilhões, o que representa um crescimento de 18,6% em relação ao mesmo mês do ano passado.

Agência Estado |

Segundo ele, apesar do aumento da taxa básica de juros no País, as vendas ainda não foram afetadas. A expectativa é de que isso ocorra nos próximos meses. Conforme o executivo, a taxa de inadimplência do setor ficou em 3,6% em junho, com pequena alta sobre o mesmo mês de ano passado (quando era de 3,2%), mas menor do que os 3,7% registrados em maio. "O setor continua favorecido pelo ambiente macroeconômico, com a economia, massa salarial e emprego em crescimento", destacou.

Schneider informou ainda que não foram alteradas as projeções do setor para o ano, com alta de 24,2% nas vendas internas de veículos, para um total de 3,060 milhões de unidades. Também foram mantidas as projeções de vendas de máquinas agrícolas para uma alta de 38,6%, totalizando 53,1 mil unidades. A produção, estima a Anfavea, deverá crescer 15% neste ano, para 3,4 milhões de unidades.

Exportação

Schneider informou que a Anfavea está finalizando um estudo sobre quais são os principais mercados externos para a exportação brasileira de veículos e que merecem um esforço maior para negociação de acordos comerciais. Segundo o executivo, fazem parte dessa lista todos os países da América do Sul, além da África do Sul, Nigéria, Egito e outras nações do Oriente Médio. O executivo lembrou que hoje o Brasil tem acordos comerciais apenas com o Mercosul, Chile e México.

De acordo com dados da entidade, as exportações de veículos somaram 64,573 mil unidades em julho, o que representa uma queda de 10,7% sobre junho e de 22,5% sobre julho do ano passado. No acumulado dos primeiros sete meses do ano, as vendas externas do setor totalizaram 445,559 mil unidades, com queda de 3,3% sobre igual intervalo no ano passado.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG