Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Crédito acumula expansão de 22,7% até setembro, aponta BC

As operações de crédito com recursos livres e direcionados acumulam expansão de 22,7% no ano até setembro, informou o Banco Central. Com o aumento dos empréstimos, a participação do crédito no Produto Interno Bruto (PIB) atingiu 39,1% no mês passado, ante 37,9% em agosto.

Redação com Agência Estado |

Acordo Ortográfico

Em setembro de 2007, essa proporção estava em 33% do PIB. No mês, as operações de crédito cresceram 3,5% na comparação com agosto, totalizando uma carteira de R$ 1,148 trilhão. No terceiro trimestre, o total de empréstimos acumula expansão de 7,6% e nos últimos 12 meses até setembro, o crescimento é de 34%.

Segundo o BC, "a evolução das operações de crédito do sistema financeiro seguiu a tendência de crescimento observada no mês anterior, evidenciando desempenhos favoráveis, tanto das carteiras contratadas com recursos livres, influenciadas, principalmente, pelos efeitos da depreciação cambial nas modalidades referenciadas em moeda estrangeira, quanto nos financiamentos com recursos direcionados que traduziram, sobretudo, a expansão das operações realizadas pelo BNDES", destaca a nota.

Juros

Os juros médios cobrados pelos bancos nas operações de crédito livre subiram pelo quinto mês consecutivo em setembro. Segundo nota do BC, a taxa média passou de 40,1% em agosto para 40,4% em setembro.

A elevação aconteceu apenas nas operações para as pessoas físicas, cuja taxa subiu de 52,1% para 53,1% nesse período. Nos empréstimos para as empresas, o juro médio permaneceu em 28,3% em setembro.

A nota trouxe ainda a informação de que o spread médio das operações de crédito (diferença entre a taxa de captação paga pelo banco e a taxa de juro cobrada do cliente) aumentou de 26,2 pontos porcentuais em agosto para 26,4 pontos em setembro, na terceira alta seguida. Novamente, a elevação ocorreu apenas nas linhas para as pessoas físicas, cujo spread aumentou de 37,6 pontos para 38,6 pontos. Nas operações para empresas, a diferença caiu de 14,9 pontos para 14,7 pontos.

Inadimplência

O BC também informou que a inadimplência média das operações de crédito livre caiu de 4,2% em agosto para 4% em setembro. A redução aconteceu nos dois segmentos. Nas pessoas físicas, os atrasos superiores a 90 dias caíram de 7,5% para 7,3% e nas empresas, de 1,7% para 1,6%.

Base monetária

A base monetária (papel moeda emitido mais reservas bancárias) apresentou aumento de 2,7% em setembro na comparação com o mês antecedente, para R$ 137,544 bilhões. Os números, divulgados hoje pelo Banco Central (BC), referem-se ao conceito de média dos saldos diários.

Em 12 meses, o acréscimo correspondeu a 11,7%. Pelo critério de saldos no fim do mês, a base monetária expandiu-se 3,7%, totalizando R$ 136,936 bilhões. Em 12 meses, foi registrado crescimento de 13,8% considerando este critério.

O saldo de papel-moeda emitido ficou em R$ 98,211 bilhões, com aumento de 2,5% no mês passado. As reservas bancárias subiram 6,9%, somando R$ 38,725 bilhões.

Leia tudo sobre: crédito bc inadimplência

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG