Tamanho do texto

SÃO PAULO - O Credit Suisse pretende dispensar 5,3 mil funcionários, especialmente na área de banco de investimento, o que representa uma redução de 11% de sua equipe total atual. Grande parte do enxugamento ocorrerá no fim do primeiro semestre de 2009, destacou a instituição nesta quinta-feira em nota.

Com base em informações preliminares sobre o desempenho operacional, o banco estima um prejuízo líquido de aproximadamente 3 bilhões de francos suíços (US$ 2,5 bilhões) nos dois meses até novembro, devido ao impacto adverso das condições do mercado, entre outros fatores.

O corte de pessoal e outras medidas visando a eficiência de custos devem representar uma economia de 2 bilhões de francos suíços. "Essas ações irão nos posicionar para lidar com as condições de mercado desafiadoras, para capturar oportunidades que apareçam e prosperar quando os mercados melhorarem", avaliou o executivo-chefe do Credit Suisse, Brady Dougan.

Em conseqüência do desempenho do banco no ano até agora, o presidente, o executivo-chefe do grupo e o executivo-chefe de banco de investimento não devem receber bônus referentes a 2008.

As informações são do próprio Credit Suisse e agências internacionais.

Leia mais sobre demissões

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.