Tamanho do texto

SÃO PAULO - O grupo Credit Suisse registrou prejuízo líquido de 6,024 bilhões de francos suíços (US$ 5,2 bilhões) no quarto trimestre de 2008. O resultado acabou pior do que aquele esperado por muitos analistas, de 3,7 bilhões de francos suíços a 4 bilhões de francos suíços.

Nos três meses finais de 2007, o banco teve lucro de 540 milhões de francos suíços.

Tanto a divisão de banco de investimento como de gerenciamento de ativos verificaram grandes perdas. Na primeira, o prejuízo antes de impostos foi de 7,78 bilhões de francos suíços no trimestre, depois de depreciação de ativos da ordem de 3,19 bilhões de francos suíços em empréstimos alavancados e produtos estruturados.

Na segunda, a de administração de ativos, a perda antes de impostos ficou em 670 milhões de francos suíços depois de o valor de investimentos serem reduzidos em 599 milhões de francos suíços.

Em 2008 completo, o prejuízo líquido do Credit Suisse ficou em 8,218 bilhões de francos suíços, uma inversão ante 2007, quando a instituição apresentou lucro líquido de 7,760 bilhões de francos.

Na avaliação do banco, os números são "claramente desapontadores". O Credit Suisse notou, porém, um bom início de 2009.

"Entramos em 2009 com uma posição de capital muito sólida, um modelo de negócios robusto, uma estratégia clara e atividades bem posicionadas", avaliou o executivo-chefe do Credit Suisse, Brady Dougan.

(Juliana Cardoso | Valor Online, com agências internacionais)