SÃO PAULO - A CPI da Bancoop (Cooperativa Habitacional dos Bancários) na Assembleia Legislativa de São Paulo resolveu adiar hoje a votação do requerimento para convocação do tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, e do promotor José Carlos Blat, do Ministério Público Estadual. Na reunião da comissão nesta quarta-feira, o deputado Bruno Covas (PSDB) foi escolhido como relator da comissão, que é presidida pelo deputado Samuel Moreira (PSDB). De acordo com o regimento interno, os requerimentos precisam ser publicados com um dia de antecedência.

SÃO PAULO - A CPI da Bancoop (Cooperativa Habitacional dos Bancários) na Assembleia Legislativa de São Paulo resolveu adiar hoje a votação do requerimento para convocação do tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, e do promotor José Carlos Blat, do Ministério Público Estadual. Na reunião da comissão nesta quarta-feira, o deputado Bruno Covas (PSDB) foi escolhido como relator da comissão, que é presidida pelo deputado Samuel Moreira (PSDB). De acordo com o regimento interno, os requerimentos precisam ser publicados com um dia de antecedência. Por isso não foram considerados os pedidos apresentados hoje pelos Vanderlei Siraque (PT) e Antonio Mentor (PT), que solicitavam a convocação de Vaccari Neto e Blat. Os pedidos devem ser analisados na próxima sessão da CPI, na próxima terça-feira. A comissão tem o prazo de 120 dias para apurar as denúncias de irregularidades na administração da Bancoop sob a gestão de Vaccari Neto, acusado de desviar recursos dos cooperativa para campanhas eleitorais do PT. (Fernando Taquari | Valor)
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.