Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Coutinho: queda da produção industrial é transitória

O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Luciano Coutinho, afirmou hoje que a queda de 5,2% na produção industrial de novembro é transitória. Ele fez a declaração ao chegar, ao Ministério da Fazenda, onde o ministro Guido Mantega está reunido com vários empresários e autoridades do governo discutindo propostas de medidas para combater no País os efeitos da crise financeira internacional.

Agência Estado |

Coutinho disse que haverá uma retomada do crescimento da produção industrial em 2009. "Era esperada (a queda de 5,2%), é um momento transitório", afirmou. Na avaliação dele, as medidas adotadas até agora pelo governo para estimular a economia já começaram a produzir efeito. Ele citou o caso do setor automotivo, onde as vendas vinham-se reduzindo por causa da crise, mas começaram em dezembro um processo de recuperação.

O presidente do BNDES disse que o ajuste no setor automotivo no Brasil será mais suave do que em outros países. "Em dezembro, já houve uma reação", afirmou. Luciano Coutinho acrescentou que 2009 será um ano difícil, mas o desempenho econômico do Brasil vai-se diferenciar das outras nações. O presidente do BNDES não quis falar sobre os temas da conversa que terá ainda hoje com o ministro da Fazenda.

A reunião que Mantega está tendo com empresários e integrantes do governo ganhou amplitude muito maior do que constava da agenda oficial do ministro. Além do presidente do Banco Central (BC), Henrique Meirelles, empresários que não estavam na lista inicial participam da reunião, entre eles um representante da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), Marcio Cypriano (presidente do Bradesco), e o presidente do Grupo Gerdau, Jorge Gerdau.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG