O ministro das Comunicações, Hélio Costa, disse que a próxima reunião ministerial para discutir o Plano Nacional de Banda Larga deverá ocorrer no dia 15 de abril. Ele afirmou que continuará participando das discussões mesmo como senador, já que amanhã deixará o ministério para concorrer ao governo de Minas Gerais.

O ministro das Comunicações, Hélio Costa, disse que a próxima reunião ministerial para discutir o Plano Nacional de Banda Larga deverá ocorrer no dia 15 de abril. Ele afirmou que continuará participando das discussões mesmo como senador, já que amanhã deixará o ministério para concorrer ao governo de Minas Gerais. Costa acredita que, apesar das dificuldades, o governo conseguirá implementar o programa. "Acho que a banda larga começa modestamente. Mas tem grande possibilidade de atingir o objetivo maior, que é baixar os preços do serviço e levar o acesso a todos os brasileiros", disse. O ministro disse que a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafo (ECT), subordinada ao Ministério das Comunicações, foi considerada como uma das opções para ser a gestora do plano, mas disse que essa possibilidade foi descartada logo no início das discussões. "Muito embora os Correios tenham capacidade para administrar o projeto, a empresa não foi considerada no processo", disse. A principal opção em debate no governo é a de usar a Telebrás para ser a operadora do Plano Nacional de Banda Larga.
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.